‘Luta do povo palestino também é a luta dos povos Guarani’

Neste domingo (30), foi feito o Ato Nacional em Defesa da Palestina, organizado pelo Partido da Causa Operária, pelos Comitês de Luta, pela Frente Nacional de Luta Campo e Cidade (FNL) e outras entidades e personalidades. Grupos de várias partes do Brasil se reuniram na Avenida Paulista, em São Paulo, para exigir o fim do genocídio perpetrado por “Israel” e apoiar a resistência dos palestinos contra a opressão sionista.

Entre as caravanas presentes, estão índios guarani-caiouás do Mato Grosso do Sul, que viajaram até São Paulo para manifestar em defesa da luta dos palestinos.

“Estamos presente em defesa do povo palestino, junto com nosso povo do Centro-Oeste, do município de Amambaí. A luta do povo palestino também é a luta dos povos Guarani-Caiouá. A luta é enorme contra o sistema e contra o imperialismo. Estaremos aqui para contribuir e para somar nessa luta que está acontecendo!”, afirmou Josiel, líder guarani-caiouá do Mato Grosso do Sul.

Valderi, também líder guarani-caiouá, afirmou que “ninguém pode negar que lá em Dourados, onde moramos, na reserva indígena, lá tem uma negligência, uma negação de direito, assim como na Palestina. Os indígenas que estão aqui também se manifestam pelo seu direito territorial, pela nossa água, a qual não temos acesso”. 

Ele ainda denunciou que as empresas estão “tomando nosso espaço” de sobrevivência. “É uma negação de nosso direito, vamos lutar até a última gota de sangue e não vamos desistir. A vitória é nossa”.

Em seguida, o cacique Bonifácio realizou uma reza dos índios.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.