Manifesto do Conselho Popular de Vargem Grande (SP)

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram

O mundo e o Brasil passam por uma crise econômica sem precedentes. A pandemia do coronavírus, que agora atinge em cheio o País, apenas está agravando a situação de miséria. Como sempre, é o povo pobre e trabalhador os que mais irão sofrer as consequências dessa crise econômica, social e sanitária.

Aos trabalhadores e os moradores dos bairros da periferia, ou seja, a esmagadora maioria do povo, não é dado o direito de ficar em casa.

Muitos estão sendo demitidos ou tendo seus salários cortados graças à política desses governos inimigos do povo trabalhador.

Aqueles que têm emprego são obrigados a ir trabalhar, correndo todos os riscos de contaminação, submetidos à pressão dos patrões. Aqueles que podem ficar em casa não têm direito à condições de moradia, atendimento médico adequado, ao acesso a itens básicos de segurança para a prevenção do vírus.

Essa é a realidade dos moradores de Vargem Grande.

Por isso, o Conselho Popular do bairro de Vargem Grande foi fundado para organizar a população em torno de suas principais necessidades. Não dá para esperar nada desses governos inimigos do povo, é preciso se mobilizar para exigir tudo aquilo que é necessário para combater a crise e a pandemia e, se necessário for, arrancar à força essas reivindicações. 

Diante da situação da pandemia e da crise econômica o Conselho Popular de Saúde de Vargem Grande lança este manifesto com as reivindicações dos moradores do bairro para que as nossas vidas sejam prioridade. Exigimos:

 

Na área da saúde:

  1. Testes de covid-19 em massa para todos os moradores.
  2. Construção urgente de um pronto-socorro no bairro e um hospital completo.
  3.  Contratação imediata de médicos, enfermeiros e técnicos em saúde para atuarem no bairro. 
  4.  Distribuição de máscara, álcool gel, luva, produtos de limpeza para todos os moradores.
  5.  Distribuição de todos os medicamentos necessários.
  6. Criar imediatamente uma base de ambulâncias para atender a população.
  7. Disponibilizar um lugar adequado para hospedar aqueles que testaram positivo para o coronavírus, e não tiverem em casa um cômodo para o isolamento adequado.
  8. Construir uma unidade AMA (Assistência Médica Ambulatorial) no bairro.

Na infraestrutura do bairro:

  1. Encanamento do esgoto de todo o bairro.
  2. Asfaltamento em todas as ruas.
  3. Antena para sinal de celular e internet.
  4. Nenhuma política de remoção dos moradores e regulamentação de todos os terrenos do bairro.
  5. Aumento da frota e de linhas do transporte público.
  6. Estender uma linha de trem  até Vargem Grande para que haja uma estação no bairro.

Na área econômica: 

  1.  Cadastro de todos os moradores desempregados para recebimento do Auxílio Emergencial.
  2. Criar imediatamente um restaurante comunitário para fornecer as 3 refeições à população.
  3. Suspender as contas de água, luz pelo tempo que for necessário.
  4. Proibição de cortes de energia e água
  5. Proibição das demissões
  6. Redução da jornada de trabalho, sem redução dos salários, formação de turnos com pessoal reduzido
  7. Redução da semana de trabalho para 35 horas (7×5)

No sistema de educação:

  1. Suspender o ano letivo para que nenhum aluno seja prejudicado.
  2. Bolsa auxílio para todos os alunos da rede municipal e estadual.
  3. Voltar a distribuir mensalmente o leite em pó para as crianças do bairro.

CONSELHO POPULAR DE SAÚDE DE VARGEM GRANDE 

São Paulo, 12 de maio de 2020