Todos às ruas no dia 2 de outubro

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram

Só o povo pobre e trabalhador, mobilizado e nas ruas, pode pôr para fora Bolsonaro, Doria e todos os golpistas

Bolsonaro conseguiu mobilizar a base social que o apoia nos atos “verde e amarelos” do dia 7 de setembro. Deu uma demonstração de força e colocou a direita “tradicional” na defensiva.

Por sua vez, os atos do dia 12, convocados pelos defensores da “terceira via” (isto é, os partidos tradicionais da burguesia, PSDB, MDB, PDT e até mesmo os fascistas do MBL) foram um completo fiasco.
Esses setores estão contra Bolsonaro pois querem uma alternativa eleitoral e o principal nome que levantaram é o do governador de São Paulo, João Doria (PSDB), mas não vacilarão em apoiar o próprio Bolsonaro caso não consigam emplacar a sua “terceira via”.

Essa direita, que se disfarça de centro, que quer uma “terceira via” que não seja “nem Lula, nem Bolsonaro”, atua junto com a extrema direita na defesa das privatizações, impõem o desemprego e a fome contra o povo.

A única força real capaz de deter a ofensiva de Bolsonaro e de toda a direita é a mobilização real da classe trabalhadora.

Por isso, as organizações do movimento operário e popular – os sindicatos, associações, a Central Única dos Trabalhadores, o MST etc. – e os partidos de esquerda precisam reagir para derrotar Bolsonaro e todos os golpistas.

É necessário tirar as devidas conclusões do período recente em que a direita agiu para sabotar e paralisar a mobilização.

A luta do povo contra Bolsonaro e todos os golpistas nas ruas depende de um amplo processo de mobilização à partir dos locais de trabalho, moradia e estudo, que sirva para mobilizar, convocar e garantir condições para trazer para as ruas pelotões dos setores decisivos da classe trabalhadora, como os metalúrgicos, petroleiros, trabalhadores dos Correios, servidores públicos, professores, bancários, os sem-terra, etc…, além de amplos setores da juventude trabalhadora e estudantil.

Por isso, chamamos todos a saírem às ruas no próximo dia 2 de outubro em manifestação no Brasil e no exterior, lutando pelas reivindicações do povo trabalhador e para pôr para fora Bolsonaro, Doria e todos os golpistas!

#forabolsonaroetodososgolpistas

#lulapresidente

#eleiçõesgerais

#ForaBolsoDoria

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *