Vereadores impedem reabertura de aborto legal no Cachoeirinha

Na noite da última terça-feira (2), a Câmara Municipal de São Paulo rejeitou uma emenda ao projeto da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) que previa a reabertura do serviço de aborto legal do Hospital e Maternidade Vila Nova Cachoeirinha. Outra emenda que determinava “o investimento e capacitação nos serviços de atendimento ao aborto legal” também foi barrada.

O procedimento em questão está suspenso no Hospital e Maternidade Vila Nova Cachoeirinha desde dezembro de 2023. O local é referência no serviço, sendo a principal unidade de saúde a realizá-lo não só em São Paulo, mas em todo o País.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.